Dois Sonetos, um Som e um Dedo de Prosa

Padrão

Charles Baudelaire teve um grande impacto na minha visão estética. Cruz e Sousa, Camilo Pessanha e Augusto dos Anjos idem. Também não escapei da influência do submundo do pop, especialmente do Metal Extremo. Eu tenho poemas bastante suaves e delicados também, mas nenhum dos que vêm a seguir pertence a essa leva. É preciso lembrar igualmente que, embora eu me expresse em primeira pessoa, nem sempre meus poemas são de natureza confessional; os dois que se seguem são exemplos gritantes dessa peculiaridade literária.

Ruínas

O ARQUITETO DO CAOS

Meus olhos têm as orlas dos abismos
de mortas fontes dos eternos Mares;
o Horror alçado a belos patamares
nos penedos de argutos silogismos.

Eu conheço os sinistros algarismos
de ignotas expressões elementares;
sou causa dos Naufrágios seculares,
sou autor desses turvos mecanismos.

Eivado de incisão escultural
e toda matemática infernal,
edifícios de escombros erguerei.

E então, quando ao final for reduzido
a um mero parasita inconformado,
na comunhão total… Devorarei!

(provavelmente 2011)

estátua

A ALMA DO TÉDIO

Sacerdote do Escuro abandonado,
sob a serena luz de suas pupilas,
a carne devorando de sibilas
no claustro do mundano e degradado…

Vermelhas florações do inesperado!
Os suspensos jardins de inspirações
secretas e pagãs; lacerações
das (h)eras sobre o ser amortalhado…

Tudo é ruína e escombros de antiquário,
vivências de Saudade e calendário,
saudades espectrais, Sede absoluta…

O Além crepuscular que se derrama,
como um copo de vinho após a cama
e um monumento ébrio de cicuta.

(11/08/2014)

AT THE GATES – ALL LIFE ENDS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s