Dez filmes que deixaram você confuso com o final

Padrão

O seguinte artigo é uma “tradução” que fiz do original, que se encontra no site Monster Movie Reviews. Vale lembrar que, como não sei inglês, trata-se de uma tentativa de tradução. Se puder fazer melhor, me envie seu texto e, de bom grado, substituirei pelo meu (com os devidos créditos). Eu preciso exercitar meu inglês e, como nunca vi um artigo assim em português, achei que seria válido publicá-lo.

1. A Origem: 

Inception

Sendo um filme mais novo, A Origem está provavelmente fresco na mente das pessoas devido ao final enigmático e sua trama confusa. Cheio de aspectos filosóficos e teorias de interpretação dos sonhos, é característico do filme apelar para uma série de pequenas pistas, que você provavelmente perde ao ver pela primeira vez. O que você faria se se encontrasse preso em seus sonhos? Quão fácil é reconhecer a diferença entre sonhos e realidade? À primeira vista, o filme inteiro, e especialmente o fim, coloca o espectador em estado de confusão, pois as premissas da história não têm sido tão frequentemente usadas em filmes. O cenário de “sonho dentro do sonho” não é novo, tendo sido usado em livros, quadrinhos e filmes antigos, mas nunca tinha sido tão discutido. Era a realidade? Ele estava ainda no sonho? Se você pensa sobre isso, talvez o final seja supostamente o espelho de nós mesmos e o meio pelo qual interpretamos o filme, porque não há nada de errado com finais abertos. Se você não viu o filme ainda ou se o viu apenas duas vezes, deveria assistir A Origem mais algumas vezes se pretende começar a entender o final.

2. Quarto 1408:

Quarto 1408

O que pode ser confuso numa adaptação do Stephen King? Bem, quase tudo. Sobretudo se estamos falando de um dos seus trabalhos mais psicológicos. Quarto 1408, estrelando John Cusack, é um filme baseado num conto escrito por King, e, embora o filme seja um pouco diferente do texto escrito, ele ainda consegue tocar você com sua trama única e final confuso. Você raramente vê um filme com tão poucos personagens e, principalmente, reclusos a um quarto, para criar tanto medo e ser discutido pelas pessoas que o assistem.

3. A Ilha do Medo

ASHECLIFFE

Outro filme com Leonardo Di Caprio como protagonista, A Ilha do Medo aparenta ser apenas um thriller bem executado. Mas, quando as coisas ficam complicadas, o enredo joga com sua mente e você termina confuso e esperando mais detalhes no intuito de encaixar as peças. A Ilha do Medo é um daqueles filmes cuja maior parte você compreende na primeira assistida e, se você ainda não conhece, considere-se sortudo e coloque-o na sua lista cinematográfica de prioridades.

4. A Vila:

A Vila

Os filmes de M. Night Shyamalan são bem conhecidos por suas ideias únicas e finais criativos, mas A Vila é provavelmente o seu melhor quando se trata de criar confusões e fazer a audiência se perguntar o que vai acontecer a seguir. Assim como A Ilha do Medo, o filme se desenvolve como uma boa obra de mistério, e antes do final você não percebe o que está realmente acontecendo. Há, é claro, pistas ao longo do caminho, mas a maioria das pessoas não as nota, porque elas estão bem escondidas e também porque a trama parece se desenvolver simplesmente para um fim previsível.  Só que o diretor em questão não faz filmes previsíveis, o que vocês vão descobrir por si mesmos ao assistir A Vila.

5. As Duas Faces de um Crime:

As Duas Faces de um Crime

Que fantástica atuação de Edward Norton! As Duas Faces de um Crime é um daqueles filmes que, apesar de não muito famosos, são totalmente confusos e definitivamente valem a pena assistir, se você souber mais sobre eles. O filme é a adaptação de um livro e nos conta a história de um coroinha acusado de matar um padre. Nada de tão especial, certo? Mas o jeito que a história é contada e o relacionamento especial que se estabelece entre o réu e seu advogado, interpretado por Richard Gere, é o que muda completamente a cara do filme, assim como o fantástico trabalho de Norton. O final vai deixar você querendo ler o livro e achar novas pistas que podem explicar melhor as reviravoltas na trama.

6. O Clube da Luta:

O Clube da Luta

Todos nós já assistimos e ficamos impressionados com o melhor filme de David Finch. O Clube da Luta é um daqueles filmes que o absorvem, oferecendo ação e um pouco de filosofia, mas termina bagunçando com sua cabeça e dando reviravoltas na trama que nunca poderíamos esperar. E novamente nós temos uma grande atuação de Edward Norton. “A primeira regra do Clube da Luta é: você não fala sobre o Clube da Luta. A segunda regra do Clube da Luta é: você não fala sobre o Clube da Luta”. Se você não viu o filme ainda, embora quase todo mundo já, não espere um minuto sequer. Brad Pitt, Edward Norton e David Finch fazem um fantástico time!

7. Os Suspeitos:

Os Suspeitos

O filme de Bryan Singer não tem um final confuso na acepção original do adjetivo; você entende o que está acontecendo uma vez que lhe é revelado, mas à medida que a história se desenrola, todas as memoráveis pistas e a fantástica atuação de Kevin Spacey fazem o filme confuso de se assistir, especialmente se você tem o pressentimento de que há algo de errado. Novamente, mesmo que O Suspeito seja uma obra-prima atemporal, você entende a maior parte dela da primeira vez que a vê, porque você tem a chance de ficar totalmente espantado com as interpretações e as reviravoltas.

8. Amnésia:

Amnésia

Outro filme confuso de Christopher Nolan, e uma obra que demanda muito da plateia. Amnésia é contada sem obedecer ordem cronológica, para melhor retratar a luta de Leonard, o protagonista, que sofre de perda da memória recente. Se você já assistiu a Amnésia, mas ainda está confuso quanto à trama e o final, assista-o de trás para frente, e isso pode ajudá-lo a entender o que realmente está acontecendo com o protagonista. Amnésia é um filme memorável, e alguns podem até vê-lo como uma metáfora sobre o esquecimento de tudo o que se tem de mais caro.

9. Cidade dos Sonhos:

Cidade dos Sonhos

Uma das obras-primas de David Linch, e as pessoas ainda falam sobre ela hoje em dia, mesmo há 13 anos de sua estreia. Mesmo que você esteja acostumado com esse tipo esquisito e sarcástico de filme, a criação de Linch ainda pode deixá-lo maravilhado, assim como sua marca registrada também. Cidade dos Sonhos é um dos filmes mais acessíveis de David Linch, não sendo tão estranho quanto Inland Empire, por exemplo, mas como eu disse, ele continua a criar controvérsias. Depois de um acidente de carro em Mulholand Drive, uma mulher é deixada com amnésia, e ela e sua amiga partem à procura de pistas através de Los Angeles, a fim de saber mais sobre o ocorrido. O filme é uma fantástica mistura de sonhos e realidade e vai com certeza prender sua atenção.

10. Donnie Darko:

Donnie Darko

Dirigido por Richard Kelly, conhecido da audiência por obras como “The Box” ou “Southland Tales”, Donnie Darko é um filme de mistério e ficção científica sobre um adolescente problemático e suas visões insólitas. A vida é uma viagem longa e insana, algumas pessoas apenas tomam melhores atalhos. Esse filme tem de tudo: humor, viagem no tempo, personagens estranhos, teorias filosóficas, sátira e profecias apocalípticas. Se você ainda não o assistiu, não negue a si mesmo a oportunidade de ficar confuso e espantado ao mesmo tempo.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s