Ateus vs. Razão (round 4)

Padrão

1. O Evolucionismo é uma Ciência; Criacionismo e Design Inteligente são dois nomes para uma mesma vertente religiosa que explica a criação do universo.

R: Vejamos. Primeiro, é preciso fazer uma distinção clara entre o que é uma hipótese, o que é uma teoria, o que é uma ciência e o que é uma religião. A esse respeito, fico grato pelo respaldo do site Ceticismo.com, cujo link nosso colega ateu generosamente me disponibilizou para iluminar minha ignorância. Depois de elucidado o ponto em questão, adentraremos na polêmica propriamente dita.

Hipótese é uma especulação, aparentemente racional e, assim, supostamente válida sobre algo. Evidência é a constatação experimental dessa hipótese supostamente válida.

Teoria, e o dicionário Aurélio mesmo atesta, diz respeito a um conjunto de hipóteses –diferente de uma constatação (ciência), dada pela evidência. Vou dar um exemplo de constatação por evidência: a matemática diz que todos os ângulos de um triângulo devem somar 180°; de fato, quando fazemos um triângulo como o devemos, seja na aula de geometria, seja para aplicar os projetos de engenharia, todos os ângulos, juntos, forçosamente devem somar 180°. Vou dar um exemplo agora de teoria por hipótese: o site Ceticismo afirma, baseado nos “postulados” do evolucionismo possivelmente, que nada do que a ciência afirma pode ser provado.

Logo, a especulação de que a ciência se baseia tão-somente em teorias é tão somente uma teoria, porque fundamentada na “aceitação” de (certas) teorias como ciência. E a afirmação de que essa mesma teoria é mentirosa é uma constatação dada pela evidência da matemática, que é comprovadamente ciência.

E digo mais. Consideremos que os ateus, desesperados neste ponto, contestem a validade da matemática como sendo 100% ciência, sabe-se lá como. Teríamos, então, um panorama curioso e irônico (para dizer o mínimo): na verdade, eles é que seriam céticos em relação à ciência, embora afirmem, de modo geral, exatamente o oposto! Em algum ponto, com efeito, concordaríamos: ceticismo seria um nome muitíssimo apropriado, não só para o site como também para a filosofia que eles professam, que funda sólidas raízes no nominalismo, no empirismo e, dessa forma, no irracionalismo radical.

Logo, não me venham com chorumelas… Os verdadeiros inimigos da ciência encontram-se BEEEMMM longe das igrejas…

Já o Criacionismo não é ciência nem nunca se julgou como tal, simplesmente porque “criacionismo” é um termo que remete a uma especulação sobre forças que vão além de nosso poder de demonstração, ainda que se restrinja à análise do mundo sensível, de sua gênese. Aliás, desconfio seriamente se “criacionismo” não teria sido um termo inventado pelos ateus evolucionistas para desmoralizar o cristianismo, realçando, pela comparação, o caráter pretensamente “científico” das sandices metodo(i)lógicas darwinianas.

Desta feita, nem o Design Inteligente poderia ser considerado ciência. Malgrado destituído de má-fé nas suas conclusões, a suposição de uma “Inteligência Transcendente” responsável pela criação da vida já é de cunho fatalmente especulativo. Difere-se do “Criacionismo”, no entanto, porque essa sua ilação em paralelo com a religião cristã soa estranha à sua forma de conhecer, natural daqueles tão rigorosamente afeitos às ciências biológicas, à observação.

2. Mesmo assim, a Teoria da Evolução é muito mais plausível do que o Cristianismo, não?

R: Será? Vamos nos utilizar de uma metáfora tipicamente oriental para ilustrar a questão. Consideremos dois cegos tateando um elefante, cada qual de um ponto espacial diverso do ponto em que se encontra o outro (um próximo ao tronco, outro junto à face do animal, digamos); quando solicitados a definirem aquilo que tateiam no “escuro”, nenhum deles coincide no que diz com o dito pelo outro, naturalmente, embora estejam ambos de acordo sobre o fato de existir um ser com determinados atributos ali, ao alcance de suas mãos. O que podemos concluir disso?

Gosto de Dawkins no que refere à sua clareza. No vídeo em que filmaram sua palestra sobre o livro “God Desilusion”, ele delineia claramente as incríveis similitudes das diferentes religiões, em diferentes momentos históricos.

Ora, não poderíamos associar os cegos da parábola oriental às diferentes religiões presentes nos diferentes lugares do planeta e em diferentes épocas? Perfeitamente! A existência de divergências de per si não nos autoriza a afirmar que Deus é isso ou aquilo, relativamente ao ponto de vista, histórico ou cultural, do observador, relativizando a questão; a existência desse “ser misterioso”, cuja realidade é corroborada pela experiência em comum de povos remotos no tempo e no espaço, é uma (quase) constatação probabilística que apenas nos autoriza a inferir as seguintes suposições:

1)      Existe um ser transcendente à experiência humana e inato a ela, no seu sentido mais profundo, atávico, dir-se-ia;

2)      É perfeitamente plausível que esse ser transcendente seja Deus, tendo em vista a inapreensibilidade de sua existência (maior) e sua onipresença no tempo e no espaço, atributos que aludem a um demiurgo e a um ser perfeito (fora do tempo (sem necessidade de mudança) e “subjacente” em tudo o que existe);

3)      Logo, é bastante provável que Deus exista. Mas é bastante improvável que, pelas nossas próprias forças, consigamos decifrar a totalidade de sua natureza através da criação –a não ser por auxílio de alguma espécie de Revelação Divina (a chamada “Graça”).

4) A crença em Deus, assim expressa, baseia-se numa relação lógica. Já a crença na evolução esgota-se na imaginação, numa relação aparente entre seres.

Logo, a questão da existência de Deus e da natureza divina não é uma dúvida de ordem metafísica: é de ordem epistemológica. Que quero dizer? Entre outras coisas, que as religiões seriam, ainda em sua diversidade e contradição, mais sérias do que o evolucionismo, naquilo que concluem a respeito da natureza e de Deus (ou “Princípio Criador”).

O materialismo, meu caro, não é sério!

Anúncios

12 comentários sobre “Ateus vs. Razão (round 4)

  1. 1)Hahaha só pra lembrar a matemática nunca foi uma ciência exata desde os seus primórdios só pra lembrar o 0 foi o último número a ser “inventado” pelo ser humano e como ciência foi testada e analisada até chegar onde chegou evoluiu como ciência hehehe.Agora me explique 80% das raças de cães não existiam a 100 anos atrás sem a participação dos genes e seleção natural ou artificial , já que pelo Fundamentalismo que você se apega isso é impossível.

    2)Hahaha é engraçado você ter um manual absoluto pregando que o mundo tem 6 mil ignora-lo para tentar achar uma resposta.Oras a bíblia não seria a verdade absoluta ? Não foi inspirada por um único deus que só apareceu em uma parte do mundo , mesmo já tendo pessoas há 12 mil anos na América e antes dos colonizadores chegarem aqui nunca se havia falado em tal divindade.
    Essa verdade do mundo de 6 mil anos é divulgada pela sua fé , agora afirmar que uma religião como a hindu que tem 10 mil anos de existência poderia ter relação com o uma divindade que afirma ter feito o mundo há apenas 6 mil me soa um pouco desesperada.

  2. E mais sobre teorias aqui http://ciencia.hsw.uol.com.br/big-bang1.htm destaque para :
    O que é uma teoria
    Na ciência, uma teoria é uma tentativa de explicar um aspecto específico do universo. Teorias não podem ser provadas, mas podem ser negadas. Caso observações e testes sustentem uma teoria, ela se torna mais forte e mais cientistas tendem a acatá-la. Caso as provas contrariem uma teoria, os cientistas precisam descartá-la ou revisá-la à luz de novos indícios.

    ——–

    O mesmo aconteceu com a matemática quando ela se mostrou não sendo capaz de resolver certos problemas outros entendimentos como o 0 solucionaram tais problemas resumindo a ciência e as teorias tem essa capacidade de se modificarem e não deixar de serem verdades.

    Mais algumas teorias para você http://ciencia.hsw.uol.com.br/teorias-cientificas-bizarras.htm .

    ——–
    Bem por exemplo a Teoria da Criação do mundo pela bíblia não pode ser provada , mas é negada como verdade pois existem evidências que “provam” o contrário tal qual a evolução que não pode ser negada pelo grande número de evidências em várias regiões do mundo .

  3. Doctor Butcher

    1) Deixe-me entender: você diz que a matemática nunca foi uma ciência exata. Isso eu já esperava de vocês. Depois, para provar sua tese, argumenta que a matemática teve que se adaptar e acrescentar novos conceitos ao longo do tempo, para ser fiel à realidade.

    Quer dizer que o cáculo de numa área é exato agora, mas vai deixar de ser exato depois? Não, meu caro, sinto muito… A não ser que o quadrado “evolua” à condição de círculo, o cálculo de sua área vai nos dar a mensuração precisa de um quadrado; já o cálculo do MDC baseado nesse mesmo quadrado vai nos dar, exatamente, o maior tamanho que ele precisa ter para ser dividido em partes iguais. E nada disso muda.

    Mas você pode estar querendo dizer que a existência de novas teorias matemáticas depõem contra a cientificidade da matemática. Se negarem outros postulados, de fato… mas aí esses postulados não poderiam ter sido… postulados! Logo, esse seu argumento é aparente. Aparente como a “familiaridade” entre macacos e homens.

    2) Eu prego que o universo tem 6 mil anos? Eu não. Nem a Bíblia. Quem prega isso são alguns pastores e judeus, baseados na somatória da idade de cada um dos ancestrais citados em genealogias desde o Gênesis.

    Mas mensurar a idade da Terra por meio disso é um absurdo. Só para simplificar a questão, é dito, pela mesma Bíblia, que Jesus era “Filho de Davi”. Quer dizer que Davi transou com Maria e teve Jesus? Não. Quer dizer apenas que Jesus parte da árvore genealógica de uma figura suficientemente eminente para ser citada como antepassado.

  4. 1)Hehehe antes do “darwinismo” havia o “lamarckismo” que era uma teoria parecida , mas também estava certa em afirmar que os seres vivos mudam não são estatícos , afinal de contas a divisão dos cromossomos não é perfeita e nunca foi e com o tempo foi derruba e reformulada aos novos conhecimentos.
    A matemática também teve o seu inicio tal qual a física já precisa de ajustes devido aos experimentos com o Colisor de Hádrons. Isso abre novas portas problemas que antes não tinham solução ganham como o acréscimo do 0
    , não estamos fechando portas mas abrindo novas.

    2)Então me diga qual a idade da Terra pela sua fé ?Mas sem usar a ciência hein pois a mesma afirma que somos primatas e isso só se torna mentira pela sua fé.

  5. Mania de criacionista pensar assim que tudo já estava pronto o alfabeto , a matemática mas até a órbita da Terra sofre alterações os continentes já foram um só e etc.
    Às vezes é preciso avançar esquecer idéias erradas ou aprimorá-las, como a descoberta da medicina que não nasceu pronta caso contrário já teriamos curado todas as doenças mas de algo já nos deu como uma certeza doenças não são demônios.

  6. Para deixar mais claro para você que a matemática deve que se adaptar para compreender o universo ao seu redor.E como novas descobertas podem solucionar “casos sem resposta” não anular certas leis já estabelecidas como você afirma.Tal qual a evolução só ganhou mais força com a descoberta do DNA

    é só clicar acima no canto superior do vídeo que ele vai para a próxima parte são 6 ao todo.

  7. Doctor Butcher

    Eu não disse que o conhecimento humano nasceu pronto. É isso aí mesmo, que você mesmo confessa agora: “…como novas descobertas podem solucionar ‘casos sem resposta’, não anular certas leis já estabelecidas”.

    Ou você não sabe fazer interpretação primária de texto ou está de má-fé para comigo.

    Portanto, como você mesmo diz, novas descobertas podem trazer nova luz para casos sem resposta, sem que isso anule leis já estabelecidas. Isso foi o que aconteceu com a matemática, que JÁ TINHA LEIS ESTABELECIDAS, DEMONSTRÁVEIS!

    Logo, o Evolucionismo, que não tinha leis -apenas teorias -e menos ainda era demonstrável, não pode acrescentar novos postulados à ciência que pensa ser. Pois que não é ciência nem possui postulados! Tudo o que o evolucionismo possui é uma imaginação fértil, que cria genealogias e faz desenhos de macacos humanizados; o máximo que o Evolucionismo pode contribuir para a humanidade é fornecer material artístico para a equipe de maquiadores do filme “Planeta dos Macacos”

    É isso que é difícil para você entender?

    Logo mais, assistirei a esses vídeos e postarei sobre a questão de Lamarck, sobre o sacrifício de Abraão e sobre o fato de Jesus ter dito que Pedro o negaria três vezes.

  8. Hahaha temos catalogados por exemplo praticamente toda a transformação de seres terrestres em baleias e isso não depende fé.
    Você precisa de fé eu preciso de fatos eu tenho os fatos , você precisa ir para o ramo de idéias para tentar provar a sua crença em uma divindade isso sim é imaginação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s