Camisas de força que trazem de volta à razão

Padrão

Um livro de ou sobre?

Os ateus insistem em acreditar, como todo bom supersticioso, que a ciência e a razão estão sempre a favor deles. Os cristãos mais bem instruídos insistem em desmentir. Quase sempre o que há,  infelizmente,  é um jogo de egos nessa confrontação, mas dessa vez me pareceu que o rapaz do blog acima estava mais perdido do que cego em tiroteio. Fiquei compadecido. Sério.

1. Deus é o criador de tudo. É possível do nada tirar algo?

R: Não, é impossível. A não ser que você seja tudo. De tudo sempre dá para tirar alguma coisa. Os artistas, a exemplo de Deus, tiram verdadeiros mundos de sua imaginação, embora sejam eles mesmos muito pouco em relação ao universo criado. Imagina Deus, o que não pode fazer?

2. Não são fúteis o mandamento do domingo e da castidade?

R: É fútil que você demonstre gratidão por Aquele que o redimiu sem que você o merecesse? Penso que é até necessário, ao menos se você tem alguma dignidade. Quanto ao sexo, a própria natureza diz, e a própria razão, que os seres racionais devem sobrepor a razão aos instintos, de modo que tudo que faz sentido para nós (e tudo deve fazer sentido, se somos racionais), e não apenas o sexo, deve ser divisado mais do que como uma válvula de escape hormonal.

3. Jesus andava pelas águas… mas não curava amputados.

R: Jesus curou muitos cegos, leprosos e famintos. Jesus curou muitos outros amputados de espírito. Para uma vida curta, fez até muito. E, se andou sobre as águas, foi para provar, mais uma vez, que era Deus.

4. Deus é sadomasoquista, pois planejou a própria traição, sofrimento e morte.

R: Conhece a lei física da ação e da reação? Pois é. Quando você erra contra um ser infinito, sua culpa é infinita. Como se redimir? Sacrificar algo em nome de algum deus, na antiguidade, tinha a conotação de reconhecer o domínio desse deus sobre aquilo que foi sacrificado: era um modo de se sujeitar, de pedir desculpas.  Quando você se sacrifica, a exemplo de Jesus, por fazer o bem à humanidade, que o queria mal, isso é um ato de justiça perfeito que o redime frente à Justiça perfeita (leia, em “A República”, o diálogo inicial no qual Sócrates fala sobre a definição de “justiça”). Sacrificar tudo, até a própria vida, reconhecendo a supremacia absoluta de Deus, é uma forma de pagar por um crime absoluto. Ação e reação.

E Deus não “planejou” tudo isso. Deus está além do tempo. Deus é o que é. Deus conhece o que existe no presente perene. Dessa forma, Ele pode adivinhar os rumos trágicos daquilo que não se inclui nesse “presente contínuo”: sempre o caos e o mal. E pode usar Sua inteligência para burlar isso.

5. Por que Deus simplesmente não perdoa, se ele é todo bondade e as regras são Dele mesmo?

R: Você perdoaria alguém se esse alguém o rejeitasse e ofendesse? Mesmo se esse alguém pedisse perdão, acredito que não. Deus, no entanto, perdoa os pecadores arrependidos; nisso consiste sua bondade, nessa misericórdia. Mas, você me pergunta: se Ele cria as regras do universo e se alguém se auto-condena se burla essas regras (como alguém que rouba no jogo frente a um juiz onisciente), então por que Ele simplesmente não as muda, já que são Dele mesmo e Ele é infinitamente bom? Ele é infinitamente bom mas não é infinitamente otário; pois ficar trabalhando sempre para sustentar a vaidade alheia não é bondade: é burrice.

6. As historietas da Bíblia são inverídicas.

R: Em que sentido? No religioso ou no científico? As escrituras sagradas foram feitas para instruir os judeus sobre questões metafísicas, não científicas. Na ciência, é necessário que o conhecimento tenha respaldo na realidade palpável. Na filosofia, teologia ou literatura, o conhecimento segue as regras de sua própria coerência interna para nos guiar naquilo que não nos parece evidente. Por exemplo: é evidente haver uma dimensão a qual chamamos terceira, em virtude da profundidade; mas não é evidente, de per si, que matar é errado, que matar vai contra as leis da natureza -há a necessidade de uma contextualização dada pela racionalização, um processo mais abstrato.

Anúncios

6 comentários sobre “Camisas de força que trazem de volta à razão

  1. 1)Hum que coisa ele poderia ter criado um mundo com homens sem mamilos por exemplo.
    2)Sobre guardar tal dia imagine se Jeová condenou um homem a morte por pegar lenha ao sábado imagine o fará com os médicos em plantões.
    E sobre o sexo dependendo da versão bíblica da criação o sexo feminino foi um “bug” não estava nos planos então porque fazer o homem a sua imagem e semelhança com um pênis inútil ?
    3)Hum apenas 3 anos de trabalho como “milagreiro” e podia trazer tecido pútrido a vida mas não regenerar um membro as crianças da AACD se forem depender dele…
    Se bem que ele mesmo diz que faz as pessoas assim , e também ensina que doenças são demônios .Então seguindo uma lógica simples ele põe um demônio em você para depois tirar e levar os créditos.
    4)Oras ele não é o Alpha e o Õmega ? Se ele não é o fim e o começo ao mesmo tempo isso é mentira.E tem que lidar com o acaso.
    5)Novamente ele põe o pecado em você e pede para você se arrepender disso, como faz com as doenças.
    6)Raciocinando assim talvez o ex planeta Plutão tenha alguma influencia na sua vida como dizem os astrólogos . Uma simples invenção de uma regra que não pode se mostrar real por evidência é apenas uma idéia.

  2. Doctor Butcher

    1) É verdade. Ou poderia criar homens deformados. Ainda bem que tenho mamilos e que Deus não é Pablo Picasso…
    2) Caso você não saiba, Jesus desrespeitou o sábado santo dos judeus (o domingo nosso). Leia o Evangelho e verá, inclusive com explicações do Próprio a respeito. Nas próprias palavras Dele: “misericórdia quero, não sacrifício”. E a mulher não foi um “bug”.
    3) A questão não é essa. Ter o corpo em perfeito estado de conservação é bom, mas ter a alma assim é ainda melhor. Não o fosse, Ele mesmo não teria se submetido ao martírio no calvário. Quanto aos demônios, eu teria que escrever um artigo todo a respeito: tenha paciência e lhe darei a resposta.
    4) Alpha e Ômega no sentido de ser perfeito, de nada lhe escapar ou faltar. O que lhe falta é o Não-Ser, que não é “ser”, mas ausência de “ser”. O acaso é como a mentira (ausência de “ser”): não tem razão de ser e pode ser, portanto, qualquer coisa -menos a verdade (que é racional, organizada, como o Ser). Deus não precisa saber do tempo, criatura autônoma, para saber que tudo que existe, existiu ou existirá só pode retornar ao ponto essencial, completando o círculo de um universo em curva (por exemplo, se eu estivesse perto de Deus, cuja massa é infinita, o tempo passaria mais lento ou não passaria para mim, relativamente às pessoas mais distantes, de cuja localização no espaço-tempo eu teria uma impressão de deslocamento em curva -uma impressão “achatada” e “veloz” em relação a mim, no “centro gravitacional” da perspectiva).
    5) O que Deus põe no homem é o livre-arbítrio. Se você opta por comer cocô ou crer em Dawkins, a culpa pela infecção intestinal ou pela diarreia mental é somente sua, não de Deus. Novamente a questão da ação e reação, das leis da natureza -das leis da física.
    6) Raciocinando assim, talvez o macaco tenha parentesco com o homem, por possuir dois olhos, um nariz, duas orelhas etc… Talvez Descartes seja meu parente distante, em razão de nosso nariz adunco em familiar…. Talvez uma porrada de coisas, mais ou menos plausíveis, mais ou menos improváveis, mais ou menos qualquer coisa. Nunca a evidência em si. Nunca a PROVA CABAL, o TESTEMUNHO OCULAR de ver alguém se transformando num “ser” melhor, do ponto de vista biológico. Assim são as religiões: trabalham com hipóteses. Assim é o darwinismo: uma religião materialista enrustida fazendo-se passar ilegitimamente por ciência.

  3. 1)Hahaha belo design inteligente tal qual peixes cegos tem olhos né ?
    2)E Jesus repreendeu os judeus por eles mandarem ele lavar as mãos , dizendo que não podiam falar nada dele pois não respeitavam o mandamento de matar crianças desobedientes, e a mulher é um bug tão grande que é o motivo dos homens terem mamilos por exemplo.
    3)Hum então ele faz crianças anencéfalas pois só alma importa mesmo elas morrendo após o nascimento trazendo traumas a mãe e a família que deus bom esse hein ?
    4)Bem ele já se provou várias vezes sem ação quando por exemplo usou um espírito da mentira para conseguir algo isso prova que ele tem sim que mexer com o acaso e não tem todas as respostas.Ou quando fez o “dilúvio” alegando ser uma solução do mal e depois ele mesmo admitiu estar errado.
    5)Deus dá o livre arbitrio mas já faz um “plano” a qual você deve seguir hum muito lógico já que tudo depende da vontade dele certo ?
    6)Hahaha a prova está nos genes mesmo você sendo feito de “barro” carrega os genes de vários animais.Tal qual o ornitorrinco que tem genes bem ativos de répteis e mamíferos ao mesmo tempo, isso fé nenhuma apaga.
    PS: Não sou Darwinista sou Realista.

  4. Doctor Butcher

    Leonardo, como já vi que essa discussão seria infinita, me limitarei a publicar novos artigos sobre o tema, ao invés de ficar lhe respondendo aqui. Se for de seu interesse acompanhar, fique à vontade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s