Rapidinhas…

Padrão

TODA CERIMÔNIA de entrega do Oscar tem aquelas infames discussões sobre qual das atrizes se vestiu melhor. Quando reclamamos, as mulheres dizem que não sabemos apreciar a moda. E passam três, quatro horas na mesma porra de assunto, até serem entregues todas as estatuetas. Tudo bem, da próxima vez, quem sabe, eu fico discutindo durante toda a premiação sobre qual dos caras vestiu o smoking mais preto ou deu o nó de gravata mais perfeito…

POR FALAR em Oscar, quem diria, heim? Nunca imaginei que “Guerra ao Terror” pudesse superar “Avatar”. Uma grata surpresa. Não assisti ao primeiro filme, mas do blockbuster de Cameron eu posso dizer que não haveria merecimento algum em caso de vitória, salvo pelas indicações relativas a efeitos visuais. A saga dos smurfs alienígenas é manjadíssima, uma versão de “Dança com Lobos” espacial e piorada. Disse-o bem o Zé Wilker: é um filme para ver, não para pensar.

PODE ATÉ ser que a mudança de paradigmas no Oscar tenha efeitos benéficos. Deve haver novos filmes que invistam mais no conteúdo do que em superproduções de invólucro. Mas não se engane. Desconfio que a Academia tenha agido mais como um administrador de negócios, preocupado com a recente crise econômica. Ademais, o hype, convenhamos, está longe de ser cult; e não é uma lei os baixos orçamentos serem inversamente proporcionais à qualidade dos filmes, apesar da confiança intelectual superfaturada de alguns diretores.

VEM CÁ: qual é a do Mestre dos Magos? Esse anão não me engana. O sujeito já demonstrou saber de tudo quanto é caminho para que seus pupilos voltem para casa e, ao invés de colaborar, o viado fica mandando aqueles enigmas indecifráveis. Se fossem metáforas para se referir a assuntos abstratos, tudo bem; afinal, são questões ambíguas por natureza. Mas bancar o fodão para fazer indicações cartográficas a Hank e cia… esse velho só pode estar de sacanagem! Mestre dos Magos é um sádico. Mestre dos Magos é o pai do Brinquedo Assassino. Velho filho da puta.

GIRANDO 180 GRAUS de assunto, fico pasmo assistindo ao desenrolar das intrigas no BBB 10. Como há discussões sem sentido nessa edição! É a comprovação da minha teoria sobre as mulheres que piram (desculpem o pleonasmo). É só observar o comportamento sem-noçãosístico de garotas histéricas e borderline como a Eliane, a Elenita e o Eliéser. Só faltou eu para completar o time.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s